29 outubro 2012

Para o Alvo


“Alcançaremos o alvo que mantivermos em mira.”

Urge ponderarmos sobre os nossos objetivos, os nossos alvos, os nossos desejos nesta vida. Mais tempo ou menos tempo, eles podem ser satisfeitos. O provável funcionamento: o nosso pensamento emite fluxos energéticos ao espaço; um poder extra-sensorial capta essas emissões e se encarrega de concretizá-las. Por isso, a frase: “Alcançaremos o alvo que mantivermos em mira.”

O Espírito Emmanuel, no capítulo 40 (“Ante o Objetivo”), do livro Fonte Viva, psicografado por Francisco Cândido Xavier, pede-nos para tomarmos cuidado com o teor do nosso pensamento. Ele diz: “O avarento sonha com tesouros amoedados e chega ao cofre forte”; “o malfeitor comumente ocupa largo tempo, planificando a ação perturbadora, e comete o delito”; “o político hábil anseia por autoridade e atinge alto posto no domínio terrestre”. Acontece que, a cada meta, há um preço respectivo: uns perdem a paz, outros aviltam o seu nome e outros ainda desfiguram o caráter.

Acrescenta: se impostos tão pesados são exigidos a objetivos inferiores, o que se dirá do anelo com o Criador? Esta é a questão básica. Este é o nosso aprendizado, o nosso exercício. Observe Paulo que, depois de renunciar ao poder romano, sofreu todo o tipo de provações: açoites, zombarias, prisões etc.

Embora tenhamos que atender às necessidades do corpo físico, os nossos objetivos verdadeiros deveriam centrar-se na evolução do Espírito imortal, na transcendência de nossa alma, na busca de novos caminhos, mas sempre sob a direção de nosso mestre Jesus. 
ver mais

25 outubro 2012

Chico Xavier: O Maior Brasileiro de todos os Tempos

Francisco Cândido Xavier foi eleito, em 3 de outubro de 2012, o maior brasileiro de todos os tempos, em pesquisa popular feita pelo programa do SBT "O Maior Brasileiro de Todos os Tempos". 

Três personalidades chegaram à grande decisão: Princesa Isabel, Santos Dumont e Chico Xavier. 

Representado por Saulo Gomes, com mais de 70% dos votos na final, Chico Xavier foi o grande vencedor. 

"Ele mostrou para o mundo que ainda vale a pena a gente melhorar e ser bom", afirmou Eurípides Higino dos Reis, filho adotivo de Chico Xavier.

ver mais

Filme: E a Vida Continua

Lançamento14 de setembro de 2012 (1h37min).
Dirigido por Paulo Figueiredo.
Com Lima Duarte, Amanda Acosta, Luiz Baccelli e outros.

Sinopse do filmeErnesto (Luiz Bacelli) tem 50 anos e carrega consigo uma tragédia do passado, a qual esconde através de um sorriso bem humorado. Ele conhece Evelina (Amanda Acosta), de 25 anos, ao ajudá-la na estrada, após o carro dela enguiçar. Ambos estão indo ao mesmo hotel e, aos poucos, constroem uma amizade sólida baseada também nas dificuldades enfrentadas ao longo da vida, já que Evelina está machucada emocionalmente devido à infidelidade do marido.

Baseado no livro E a Vida Continua..., pelo Espírito André Luiz, psicografado por Francisco Cândido Xavier.

Este livro apresenta, em 26 capítulos, a condição do Espírito ao adentrar o mundo espiritual, mostrando que cada um irá respirar de acordo com a condição mental em que se coloque. Segundo o Espírito Emmanuel, os personagens são reais (“cujos nomes foram naturalmente modificados, para não ferir corações amigos na Terra”) que, desencarnados veem-se diante da assistência bondosa de amigos espirituais, que os incentivam à renovação mental, emocional e intelectual, preparando-os para uma nova reencarnação.

Convém, para um bom entendimento do enredo, que se faça uma leitura do livro.



ver mais

24 outubro 2012

Ação Fraterna


Algumas pessoas, nesta vida, nasceram num lar equilibrado, estão cercadas de bons amigos, estudam nas melhores universidades do país, trabalham em empresas de renome internacional etc. Com isso, adquirem experiência e projeção na mídia, sendo orgulho de seus familiares e conhecidos. 

Outras pessoas, de um modo geral, não tiveram esta oportunidade. Quantos não são os seres humanos que vivem marginalizados, sem ter o que comer, nem onde dormir? Nas matérias de jornais, vez ou outra, vem à tona locais em que os seres humanos ainda vivem na semi-escravidão. Isso tudo, em pleno século XXI.

A vida e o exemplo de Cristo devem ser o nosso norte. Ele, como os Evangelhos nos mostram, nasceu numa estrebaria, caracterizando a sua humildade neste mundo transitório. Não tinha onde reclinar a cabeça. Mesmo assim, usou o seu verbo amigo para disseminar a fraternidade entre todos os filhos de Deus.

A tônica é: "tratar todos como irmãos". Nesse caso, deve-se renunciar à prepotência das letras, do intelecto e de todos os outros condicionamentos, que foram automatizados ao longo do tempo. Cristo pede apenas que cada um de nós trate o seu próximo como irmão. Nesse sentido, tanto é nosso irmão aquele que varre o chão quanto aquele que administra um país. A diferença está apenas na execução da tarefa. E mesmo no caso dos drogados, dos prisioneiros, ainda assim são nossos irmãos, porém doentes da alma ou do corpo.  

Observemos a luta dos benfeitores espirituais no sentido de abrirem a nossa mente para as verdades morais do Cristo. A todo o momento estão nos inspirando bons pensamentos, estimulando que visitemos um orfanato, um asilo, que ouçamos o moribundo etc. Mas, à semelhança do religioso da parábola do Bom Samaritano, passamos de largo. Parece que não temos nada a ver com o problema alheio.

Ninguém é uma ilha; todos precisamos uns dos outros. Façamos com que  o nosso estudo e a nossa experiência possam ser úteis ao nosso próximo  mais próximo.  
ver mais

22 outubro 2012

Breve Histórico do Centro Espírita Ismael: 1962-2012


"A história é testemunha do passado, luz da verdade, vida da memória, mestra da vida, anunciadora dos tempos antigos." (Cícero)

Sem registro, a história não existiria. Nas sociedades antigas, antes da invenção da escrita, as informações estavam de posse dos mais velhos. Uma peste poderia dizimar todas as pessoas e a história daquele povo. Por outro lado, os historiadores estão sempre nos estimulando a escrever a história do nosso bairro, da nossa família, da nossa Igreja...

Com esses elementos em mente, começamos a fazer anotações, dispondo-as  (em diversas páginas) na rede de computadores, a Internet. Como os dados estão dispersos, resolvemos juntá-los num livro, intitulado, 50 Anos do Centro Espírita Ismael: Breve Histórico (1962-2012).

A história do Centro Espírita Ismael começa em Araçatuba, distante 570 km de São Paulo. De lá veio a família Grillo: Antonio Grillo Filho, Angelina Grillo e João Zilio Grillo. Frequentando a FEESP, encontram o Sr. Sr. Humberto Bury e esposa e resolveram, juntamente com outros companheiros do “Culto Cristão no Lar”, fundar o Centro Espírita Ismael, em 15/08/1962.

Leia o Texto completo em PDF

Apresentação em PowerPoint
ver mais